sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Liniers e Fahlström

Queria chamar a atenção de vocês para duas matérias que escrevi e saíram no Universo HQ de hoje.

A primeira é o lançamento no Macanudo 5, nova coletânea do Liniers, que deve estar rolando no momento em que esse post toma forma. (Salud, Ricardo!)

A outra fala da chegada da excelente mostra de Öyvind Fahlström à Estação Pinacoteca, em São Paulo. A exposição faz parte da itinerância da Bienal do Mercosul, em que Fahlström foi um dos pontos altos. E eu defendo, sim, que Fahlström usa elementos suficientes de arte seqüencial para ser considerado um quadrinhista de vanguarda, elaboradíssimo e sofisticadíssimo.

A propósito: outro destaque da Bienal do Mercosul foram as Conversas, em cartaz desde ontem no Tomie Ohtake. Falando sério: quem for a essas duas exposições verá boa parte dos melhores momentos de uma das poucas bienais que ainda funcionam no mundo.

Nenhum comentário: