segunda-feira, 30 de junho de 2008

Zouk, outra boa descoberta

Zouk


Uma coisa que Porto Alegre tem é que a informação circula mais facilmente. Assim, fiquei sabendo da Zouk, uma livraria-editora que era de São Paulo, mas agora ocupa uma casa na Garibaldi, quase na esquina com a Osvaldo Aranha. Até 2006, a Zouk era paulista -- e eu nunca tinha ouvido falar. Mas foi chegar em Porto Alegre que num instante me contaram que havia rumores de uma livraria nova e interessante, especializada em ciências humanas, com um café (bem gostoso) anexo.

A casa que a Zouk ocupa tem história. Até acho que era a mesma ocupada pelo antigo Megazine, bar antológico dos anos 90 na cidade. Dentro, os livros estão separados por editoras -- e organizados em caixotes de feira. O acervo não é supercompleto, mas é cheio de pequenas preciosidades. Descobri uma que outra coisa bacana por lá -- e só não comprei mais porque excesso de bagagem é uma dureza que a gente tem que enfrentar.

Além da casa da Garibaldi, a Zouk virou a livraria dos campi da Ufrgs. Não sei se as lojas são tão bacanas. Tomara que sim. Até porque é uma bela maneira de divulgar a nave-mãe: não foi todo mundo com quem falei que sabia da existência da Zouk.

Um comentário:

Cássia disse...

puxa, eu não sabia. valeu, nasi! :-)