quarta-feira, 12 de março de 2008

Pilhas e listas

Simplesmente não dou conta de fazer tudo. Ontem à noite, saí da agência com uma lista de quinze tarefas por fazer. Ao longo do dia, cumpri duas. Saldo no começo da noite: vinte itens. Me dou conta agora que tenho que incluir mais dois livros (300 páginas cada) na lista. Prognóstico: vamos, eu e a lista, entrar em colapso nos próximos dias.

Fora da agência, ainda tem um projeto que vai começar a rolar. São mais dois livros que chegaram aqui. Nem comecei.

Neste domingo, a Jeanne inaugura uma série de encontros sobre jornalismo. Soma-se mais um livro por conta disso. Estou na página 40 de Na pior em Paris e Londres, o proto-blog literário que George Orwell fez enquanto passava fome em meados do século passado.

As pilhas de livros só aumentam.

As de quadrinhos, pior ainda.

Aliás, nem comentei aqui as últimas resenhas que fiz. E olha que tinha coisas bacanas no meio, como A força da vida, do Will Eisner (compre aqui), e Pride of Baghdad, que é uma espécie de Persépolis com leões falantes (compre aqui).

E Persépolis é um filme bacana, hein?

Enfim, enfim. Nem eu agüento mais esses posts cheios de desculpas para a escassez de posts. Mas é a vida. E é assim que eu gosto.

3 comentários:

Bacchieri disse...

Fala, Nasi!

Tou tocando ficha num blog novo, desencavando muita coisa relacionada a rock e cinema, principalmente registros (clipes, gravações de shows, ensaios, e reportagens que produzi também). Pelo menos uma pérola a cada 3 dias: www.danielbacchieri.wordpress.com

Grande abraço!
Bacchieri

fergolina disse...

Baaaaaaaaaaaah, se for igual a 99 eu tô bem feliz! Beijos

Maurício Mota disse...

Ah, será que se encontrar com pseudo-amigo tá nessa lista? Algo me diz que não... Parabéns pelas palavras doutor.