quinta-feira, 8 de maio de 2008

O fascinante ornitorrinco

Sempre tem aquele conhecido que volta da Austrália se achando o máximo por conta de pele bronzeada e carcomida, à moda Crocodilo Dundee.

Entusiasmado, pergunto:

-- Você viu um ornitorrinco?

A resposta, pô, é sempre "não".

Acho muito esquisito que alguém voe meio mundo, se sujeite a um jet lag monumental, corra um baita risco de ter uma trombose venosa e depois sequer se dê ao trabalho de ir ver esses bichinhos tão fascinantes.



lost platypus, originally uploaded by popvulture.

Aliás, os ornitorrincos ficaram ainda mais bacanas hoje, com a divulgação da nova edição da revista de ciências Nature. A capa não esconde a novidade: o ornitorrinco é a atração principal da publicação.

O tema é que o genoma dos ornitorrincos acaba de ser completamente decifrado. E o resultado, como era de se esperar, é alucinante.

A doce criaturinha não só é um mamífero esquisito com bico de pato e cauda de castor que põe ovos, mas também é uma mistura de mamífero, ave e réptil no canto mais recôndido de seu DNA.

É um texto imperdível. Doce como as próprias criaturinhas.

Nenhum comentário: